Branding StoryTelling: Como criar uma identidade para sua marca

A identidade da sua marca é definida pelas histórias e narrativas que você conta ao seu consumidor, pois assim como pessoas, marcas também têm histórias!


Sempre quando vamos a um lugar novo ou conhecemos alguém, nós utilizamos do StoryTelling (narrativa) pessoal para nos conectar, ou seja, você constrói sua narrativa falando seu nome, onde morou, de onde veio, o que gosta de fazer e quais seus objetivos.


Geralmente esses pontos são cruciais para haver uma conexão emocional com outra pessoa, certo?


Portanto, é por esse motivo que também devemos contar a origem da empresa, dificuldades enfrentadas, quais são os objetivos e até pessoas que cruzaram o caminho da empresa, para assim ter uma conexão emocional com o público.


Empresa definindo seu Branding (Crédito: Austin Distel / Unsplash)


O que é Branding?


Antes de irmos ao conceito Brand StoryTelling, devemos entender o conceito Branding.


Pense em uma marca, mas além de pensar no nome, logotipo, letras e cores, você consegue pensar nas sensações que essa marca passa?


Essa é a função do Branding, despertar sensações e criar conexões emocionais entre você e a marca.



O que é Brand StoryTelling?


Podemos concluir que o Brand StoryTelling é a criação de narrativas para definir a identidade da sua marca para seu público.


Contar história é uma arte antiga e também pode ser definida como atemporal, pois boas histórias sempre tendem a cativar o público.


Ou seja, a história da sua marca é um dos pilares do branding!


Vale lembrar que a criatividade é totalmente livre. Podemos nos inspirar em ficções, filmes, séries, estilos musicais e muitas outras formas de inspiração.


O importante é conseguir se conectar com seus consumidores.


Porém, devemos nos atentar na hora de contar os fatos sobre a história da marca. É necessário ser sempre realista.


Portanto devemos contar sobre a construção da marca, o propósito, os valores, a cultura, a missão e a visão de forma transparente.


"História importam" (Crédito: Suzy Hazelwood / Pexels)



Como Realizar o Brand StoryTelling?


1. Análise da sua empresa


Antes de tudo é necessário realizar uma análise sobre a história da empresa para definirmos quais serão os principais pontos que servirão como base das suas narrativas.



2. Definir o propósito da sua marca


O propósito da empresa é necessário para definir qual é a razão da sua marca existir, um motivo que faz com que a marca se orgulhe e entenda como colaborar para fazer do mundo um lugar melhor.


Nos últimos três anos, segundo uma pesquisa feita pelo EY Beacon Institute, das empresas pesquisadas, 58% daquelas que possuem propósito claramente definido cresceram 10% ou mais nos últimos três anos em comparação com aquelas que não possuem ou que o propósito não é bem comunicado.



3. Retome os fatos marcantes


Atrelado ao nosso primeiro passo, no terceiro é necessário valorizar os fatos da história real da empresa que são marcantes e curiosos para contar ao seu cliente.


No primeiro passo baseie-se na história da sua empresa para definir a sua narrativa, já no terceiro passo deve-se contar fatos reais da sua história para se aproximar mais ainda do seu consumidor.



4. Defina os principais integrantes da sua história


Inúmeras pessoas fizeram parte da história de seu empreendimento, pense nas mais importantes, que de alguma forma contribuíram para sua marca ser o que é hoje. Dessa forma você conseguirá identificar os integrantes principais da sua história.


Você também pode usar a criatividade e criar personagens para sua empresa!



5. Defina onde quer chegar daqui uns anos


Definir para o público onde você quer que a empresa esteja daqui alguns anos, para isso é necessário definir uma missão e visão fortes para que os consumidores consigam entender o momento atual da sua empresa e o ponto que deseja alcançar.


6. Outra forma de se conectar


Em alguns casos os clientes se identificam com marcas mais humanas, ou seja, marcas que são feitas por pessoas. Tendo isso em mente, podemos dizer que não devemos ter medo de mostrar nossas falhas e como foram resolvidas.


Isso gera uma aproximação muito forte com seus clientes.


Criando uma narrativa (Crédito: Stock Fotos / Pexels)


Benefícios do Brand StoryTelling


1. Conexão Emocional

Como dito acima, o primeiro ponto do Brand StoryTelling é a conexão criada com seu consumidor.


2. Engajamento dos consumidores

Assim como séries, filmes e livros, uma boa história tende a engajar sua audiência.


3. Experiência imersiva

Com uma história da sua marca, você leva seu público a um nível de compreensão maior sobre sua marca.


4. Ser destaque transformando sua marca em única

As histórias tornam seu conteúdo especial, fazendo com que os valores da sua marca sejam mais facilmente espalhados.

Assim, você pode fazer sua oferta de uma forma única para seu público alvo.


5. Humanização da marca

As histórias tendem a dar uma personalidade ao seu empreendimento, ou seja, você tem decisões guiadas pelos seus valores e um propósito para seu futuro.


Criar uma história baseada em valores e propósitos fortes, gera uma humanização da sua marca e uma aproximação dos consumidores.



Exemplo de StoryTelling que deu muito certo!


Spotify


Com mais de 30 milhões de usuários gerando dados sobre suas músicas, playlists e artistas selecionados todos os dias, o Spotify pensou em uma forma de realizar um StoryTelling com esses dados.


O software de streaming de música combina os dados de localização e dados demográficos dos ouvintes, criando assim conteúdos originais.


Ao final do ano de 2017, o Spotify criou uma campanha com outdoors espalhados em Londres chamada de Goals 2018 (Objetivos de 2018).


As frases traziam estratégias para lidar com a vida em 2018, usando os hábitos de seus ouvintes.


Campanha do Spotify (Crédito: Reprodução / Adweek)


“Seja tão carinhoso quanto a pessoa que colocou 48 músicas de Ed Sheeran em sua playlist “Eu amo ruivos”. - “Shape of You” A música mais tocada por stream da história”.


Campanha do Spotify (Crédito: Reprodução / Adweek)


Usar os dados dos ouvintes dessa maneira ajuda o Spotify a criar histórias originais, tendo várias ideias usando dados que só eles podem acessar.


Gerando assim uma oferta pro mercado que só eles oferecem.



Conclusão


Agora que você conhece o que motiva uma empresa a fazer um Branding StoryTelling e quais são os meios para inspirar suas narrativas, que tal colocar as mãos à obra?


Comece realizando uma análise profunda na sua empresa para ter fatos nas suas narrativas.


Ficou com alguma dúvida ou precisa de ajuda para tornar realidade o sonho de abrir o próprio negócio? Agende um diagnóstico gratuito e sem compromisso!


Autor: Lucas Quevedo (Linkedin)


1 comentário

Posts recentes

Ver tudo